Web Summit

"Durante a próxima semana vamos ser todos portugueses", disse Paddy Cosgrave na Web Summit

Pedro Nunes

O cofundador e presidente executivo da Web Summit agradeceu às forças portugueses pelo reforço na segurança

O cofundador e presidente executivo da Web Summit, Paddy Cosgrave, agradeceu às forças de segurança portuguesas, que decidiram à última hora reforçar o controlo de mochilas, atrasando em cerca de 15 minutos o início da cimeira tecnológica.


"Há duas horas (as forças policiais) tomaram a decisão de começar a ver as mochilas", reforçando o controlo de segurança, adiantou Paddy Cosgrave. "Nós respeitamos e achamos que o interesse deles é o interesse de todos vós", acrescentou.


Segundo o cofundador da Web Summit, estavam cerca de 50.000 pessoas a assistir à cerimónia de abertura do evento, na Altice Arena, em Lisboa.


Antes de passar a palavra a Edward Snowden, que participa como orador por videoconferência, Paddy Cosgrave pediu a todos os participantes que se levantassem e cumprimentassem duas pessoas ao seu lado.


"Durante a próxima semana vamos ser todos portugueses", sublinhou.


Fundada em 2010 por Paddy Cosgrave, Daire Hickey e David Kelly, a Web Summit é considerada um dos maiores eventos de tecnologia, inovação e empreendedorismo do mundo e evoluiu em menos de seis anos de uma equipa de apenas três pessoas para uma empresa com mais de 150 colaboradores.


A cimeira tecnológica, que nasceu em 2010 na Irlanda, passou a realizar-se em Lisboa desde 2016, vai manter-se na capital até 2028, depois de, em novembro do ano passado, ter ficado decidida a permanência da conferência em Portugal por mais 10 anos, após uma candidatura com sucesso.


O evento realiza-se em Lisboa entre hoje e 07 de novembro.

Lusa