Mundo

Snowden convencido que governo norte-americano o quer matar, segundo entrevista a televisão alemã

Edward Snowden, na origem do escândalo das  escutas realizadas pela Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados  Unidos, está convencido que o governo norte-americano o quer matar, segundo  um extrato de uma entrevista a uma televisão alemã. 

"Essas pessoas, e são funcionários governamentais, disseram que gostariam  de me meter uma bala na cabeça ou de me envenenar à saída de um supermercado,  para me verem morrer no chuveiro", explica Snowden, segundo a tradução em  alemão das suas declarações, divulgada pela televisão pública alemã ARD  num comunicado. A difusão da entrevista está programada para hoje à noite.

Para fundamentar os seus receios, o ex-analista informático da NSA baseia-se  num artigo publicado a semana passada no 'site' de informações Buzzfeed,  intitulado "Espiões norte-americanos querem a morte de Snowden". 

O artigo citava um responsável do Pentágono afirmando: "Adorava meter-lhe  uma bala na cabeça". Citava igualmente um analista da NSA que dizia: "Num  mundo onde não houvesse restrições para matar um americano, matava-o eu  mesmo". 

Lusa