Mundo

Setembro registado como o mês mais quente desde 1880

O passado mês de setembro registou a maior temperatura média global da superfície terrestre e oceânica do que qualquer outro  desde o início dos registos, em 1880, anunciou hoje um relatório do departamento do governo americano.

© Valentin Flauraud / Reuters

Os mesmos registos, da Administração Nacional Oceânica e Atmosférica (NOAA, sigla em inglês), revelam que Setembro apresenta há 38 anos uma temperatura global acima da média do século XX.

"Com exceção de fevereiro, todos os meses de 2014 têm estado entre os mais quentes, com maio, junho, agosto e setembro a registarem as temperaturas mais altas", anunciou o relatório da NOAA.

No relatório lê-se que a maior parte da Terra estava mais quente em setembro que o normal, à exceção da parte central da Rússia, algumas áreas do leste e norte do Canadá e uma pequena região da Namíbia.

"O recorde de temperatura foi notório no nordeste da África, nas regiões costeiras  do sudeste da América do Sul, no sudoeste da Austrália, em partes do Médio Oriente e regiões do sudeste da Ásia", salienta-se no documento.

No que toca aos oceanos, a temperatura global média em setembro foi de 0,6 graus, acima da média do século XX, o valor mais alto para os meses de setembro.

Segundo o relatório, o valor recorde foi  medido nas maiores bacias oceânicas, especialmente as da região nordeste e equatorial do aceano Pacífico.


Lusa
  • Sporting estreia-se com derrota na Liga Europa

    Liga Europa 2019/2020

    "Leões" perderam por 3-2 com o PSV, na Holanda.