Mundo

"Sismos são castigo divino" pelas uniões homossexuais, diz sacerdote

A emissora de rádio suspendeu o programa mensal do sacerdote Giovanni Cavalcoli.

Um sacerdote italiano culpou os casamentos homossexuais pelos terramotos, o que provocou a ira do Vaticano.

As polémicas declarações foram feitas na emissora católica Radio Maria a 30 de outubro, dia que um sismo de magnitude 6,5 atingiu a região de Úmbria. Segundo os media italianos, o sacerdote Giovanni Cavalcoli, teólogo conhecido pelas suas posições extremas, afirmou: "Do ponto de vista teológico, esses desastres são uma consequência do pecado original, são o castigo do pecado original, essas ofensas à família e à dignidade do matrimónio, as próprias uniões civis. Chamemos de castigo divino".

O Vaticano reagiu, afirmando que a noção de Deus vingador era uma "visão pagã" que remonta à "era pré-cristã".

"São afirmações ofensivas para os crentes e escandalosas para quem não crê. A Radio Maria deve corrigir o tom da sua linguagem e seguir mais o evangelho e a mensagem da misericórdia, propagados com paixão pelo Papa Francisco", declarou o arcebispo Angelo Becciu, um dos colaboradores mais próximos do pontífice.

Pedindo "perdão" às vítimas de terramotos, o arcebispo sublinhou que têm "a solidariedade e apoio" do Papa Francisco.

O projeto que autoriza a união civil homossexual na Itália foi aprovado em maio passado, após meses de discussões no Parlamento.

A nova lei estende aos homossexuais todos os direitos previstos no casamento, com exceção da adoção e da obrigação de fidelidade, retirados do texto por conta das pressões da ala católica do Congresso.

  • Drone norte-americano abatido no Irão
    1:22
  • Brincar ao ar livre como remédio natural
    0:21