Mundo

Oposição venezuelana lança consulta popular contra Maduro

Christian Veron

A oposição venezuelana organiza, no domingo, uma consulta popular simbólica contra o Presidente Nicolás Maduro e o seu projeto para rever a Constituição, após mais de três meses de manifestações violentas no país.

Os apoiantes do chefe de Estado estão atualmente em campanha eleitoral para a escolha, a 30 de julho, dos 545 membros da Assembleia Constituinte, que terá como missão rever a Constituição em vigor.

O projeto é firmemente rejeitado pela oposição que o vê como uma forma de contornar a Assembleia Nacional, dominada desde 2016 pela oposição.

Como parte da contestação, a oposição realiza no domingo uma consulta popular simbólica sobre a Assembleia Constituinte, em 1.600 mesas de voto em todo o país, e estão previstos múltiplos bloqueios e manifestações.

Apresentado como um ato de "desobediência civil", o voto acontece sem o aval das autoridades.

De acordo com a empresa de sondagens Datanalisis, cerca de 70% dos venezuelanos opõe-se à Assembleia Constituinte e 80% critica a gestão do chefe de Estado.

Lusa