Mundo

Bélgica mantém nível de alerta inalterado após ataque a militares

Eric Vidal

A Bélgica não vai aumentar o nível de ameaça terrorista, após o ataque perpetrado por um homem com uma arma branca contra vários militares no centro de Bruxelas na noite passada, informou hoje o centro de crises belga.

O nível de alerta no país há vários meses é o 3, que significa "ameaça séria".


Segundo a polícia belga, o ataque, que o Ministério Público investigará como ato terrorista, ocorreu na avenida central Emile-Jacqmain cerca das 21:00 (19:00 TMG).


O homem, que atacou vários soldados belgas com uma faca, sem que sofressem ferimentos graves, foi abatido pelos efetivos do Exército com vários tiros.


Trata-se de um somali com cerca de 30 anos, que segundo a televisão pública RTBF tinha antecedentes por delitos comuns. Gritou "Alá é grande" no momento do ataque.


O agressor chegou ao hospital gravemente ferido e morreu pouco depois.


A polícia instalou um amplo perímetro de segurança no local e informou que está "sob controlo".


Desde os atentados de 22 de março de 2016 em Bruxelas, equipas de militares armados patrulham toda a cidade para evitar ataques, especialmente em torno de atrações turísticas e das instituições comunitárias que têm sede na capital belga.

Lusa