Mundo

Congresso argentino aprova reforma do sistema de pensões

Martin Acosta

Na Argentina, o congresso aprovou esta terça-feira a reforma do sistema de pensões com 128 votos a favor, 116 contra e duas abstenções, apesar da violência à porta do congresso.

A votação foi antecedida de vários dias de protestos e violentos confrontos nas ruas de Buenos Aires.

Os manifestantes contestaram a reforma das pensões, que é um dos pilares do plano do Presidente Mauricio Macri, para reduzir o défice e atrair o investimento no país.

As alterações prevêem que as pensões passem a ser calculadas em função da inflação e do custo de vida, deixando de ter como referência os impostos e os salários.

Apesar da contestação e da violência mesmo à porta do congresso argentino, a nova lei passou na câmara dos deputados, onde foi discutida durante toda a noite, acabando por ser aprovada por 128 votos a favor, 116 contra e duas abstenções.