Mundo

Merkel e Schulz acordam negociações para formar Governo de coligação

Hannibal Hanschke

A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente do Partido Social-Democrata (SPD), Martin Schulz, acordaram esta quarta-feira que a primeira fase de negociações para a formação do Governo de coligação terá lugar entre 07 e 11 de janeiro. Este é o principal resultado do encontro entre os dois líderes, de acordo com um comunicado conjunto da União Democrata-Cristã (CDU), da chanceler alemã, e o SPD, acrescentando que houve "uma boa conversação, numa atmosfera de confiança".

No dia 12 de janeiro, já se poderá "apresentar um resultado" desta primeira fase das negociações, denominada "sondagem", para que os partidos implicados -- a CDU, o SPD e a União Social-Cristã (CSU) -- aprovem, sobre esta base, a segunda fase das negociações.

Além disso, Merkel e Schulz determinaram os 14 blocos temáticos em que se vai dividir esta primeira fase e estabeleceram um capítulo à parte para negociar "a forma de trabalho do Governo e dos grupos parlamentares".

Este último ponto é chave porque indica que nesta primeira fase das negociações será estudado o formato do novo Governo e, em consequência, vão-se confrontar as diferentes visões que têm a este respeito o bloco conservador e os sociais-democratas.

A reunião de hoje contou com a presença, além de Merkel e Schulz, do presidente da CSU, Horst Seehofer, bem como dos chefes dos grupos parlamentares dos respetivos partidos, Volker Kauder (CDU), Andrea Nahles (SPD) e Alexander Dobrindt (CSU).Estas negociações são as mais longas na história da Alemanha para a formação de um Governo.

Lusa

  • O 16.º episódio do "Polígrafo SIC"
    25:04