Mundo

Papa usa a saudação de Natal para dar um sermão a bispos e cardeais 

Papa usa a saudação de Natal para dar um sermão a bispos e cardeais 

O Papa voltou a criticar duramente algumas das maiores autoridades do Vaticano. Na habitual mensagem de Natal, Francisco referiu que os inimigos das reformas são traidores e não mártires. Pelo quarto ano consecutivo, o Papa usou a saudação de Natal à Cúria para dar um sermão a bispos e cardeais pedindo para que evitem o cancro dos complots e intrigas no seio da Igreja Católica. Francisco lembrou a necessidade de aproximar a hierarquia católica dos seus membros, realizar reformas financeiras e afastar a Igreja dos escândalos que marcaram o pontificado do antecessor, Bento XVI.

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14