Mundo

Megaoperação para resgatar 150 esquiadores presos num teleférico nos Alpes franceses

Yves Herman

Foi precisa uma mega operação de resgate para retirar os cerca de 150 esquiadores ficaram retidos várias horas num teleférico avariado nos Alpes franceses, na região de Chamrousse no sudeste do país.

A operação começou às 15h30 locais (14:30), durou duas horas depois, disse à agência francesa AFP o diretor da Agência de Turismo de Chamrousse (sudeste), Franck Lecoutre.

"Todos estarão na hora da véspera de Natal", disse ele, observando que ninguém dicou ferido e o clima até foi muito favorável.

A falha ocorreu por volta das 1400 GMT nos elevadores de esqui na ligação entre a estância de Chamrousse, a 1.650 metros acima do nível do mar, e Cruz de Chamrousse (2.250 metros). As causas ainda não são conhecidas.

As 70 gôndolas de cerca de dez lugares estavam bloqueadas e obrigada a montar uma operação de evacuação que envolveu dois helicópteros da proteção Civil francesa, sete socorristas e os funcionários da estância de esqui.

A operação passou por deixat um socorrista de helicóptero no telhado de cada gôndola, para descer com os esquiadores com a ajuda de cordas, disse à AFP David Gendre.

O teleférico de Croix de Chamrousse foi criada em 2009 para substituir um outro mais antigo e dois elevadores de cadeira.

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14