Mundo

Putin ratifica acordo que estabelece base russa em Tartus, Síria

AP

O presidente russo, Vladimir Putin, ratificou esta sexta-feira o acordo com a Síria para manter no porto mediterrânico de Tartus uma base naval russa nos próximos 49 anos.

"O cumprimento do acordo responde aos interesses da Rússia, uma vez que contribui para fortalecer a presença militar russa a longo prazo e para garantir a segurança na região", lê-se num comunicado divulgado pela presidência russa.

O acordo, automaticamente renovado ao fim de 25 anos, prevê que a base acolha até 11 navios, incluindo navios de propulsão atómica.

O porto de Tartus, o segundo maior do litoral sírio, situado 220 quilómetros a noroeste de Damasco, serve de base de manutenção e abastecimento da frota russa envolvida, desde 2013, nos bombardeamentos contra posições 'jihadistas' na Síria.

Além da base naval, a Rússia tem uma base aérea na Síria, em Hmeimim (noroeste).

Lusa