Mundo

FBI já está a investigar Kavanaugh

FBI já está a investigar Kavanaugh

Nos Estados Unidos, o FBI já está a investigar as acusações de assédio sexual ao juiz que Donald Trump nomeou para o Supremo. Brett Kavanaugh deveria ter sido confirmado sexta-feira passada mas a votação foi adiada a pedido de um senador republicano. Entretanto, Trump garante que mantém a confiança no seu escolhido.

  • "Eu sei que não está a pensar. Nunca pensa". Os insultos de Trump à jornalista da ABC
    1:11

    Mundo

    Durante uma troca de palavras com a jornalista da ABC Trump afirmou: "Eu sei que você não está a pensar. Nunca o fez". Cecília Vega exclamou: "Como?!". Trump continuou: "Avance". Aconteceu durante uma conferência de imprensa na Casa Branca em que os jornalistas fizeram perguntas sobre Brett Kavanaugh. Também a repórter da CNN, Kaitlan Collins, procurou retomar o tema Kavanaugh, com duas perguntas, mas Trump recusou-as. "Não faça isso. Não é bonito", disse, acrescentando que queria responder a questões sobre comércio e mudou para outro repórter. O juiz Kavanaugh é candidato ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos mas é suspeito de assédio sexual a quatro mulheres.

  • Trump ordena investigação a Kavanaugh depois de reiterar o seu apoio
    1:22

    Mundo

    Donald Trump ordenou ao FBI a reabertura da investigação a Brett Kavanaugh, o juiz candidato ao Supremo Tribunal dos Estados Unidos que esta semana respondeu à Comissão de Justiça do Senado por acusações de assédio sexual a quatro mulheres. Trump quer, no entanto, que a investigação dure menos de uma semana para permitir que o juiz passe na votação final da Câmara Alta do Congresso que deverá acontecer na próxima semana.