Mundo

Laboratório chinês multado em mais de mil milhões por falsificar vacinas

China Stringer Network

Uma empresa chinesa que produz vacinas foi esta terça-feira condenada a pagar uma multa de mais de mil milhões de euros. A justiça deu como provado que o laboratório em causa falsificou registos de produção de vacinas contra a raiva, além de ter posto no mercado lotes defeituosos contra a difteria, tétano e tosse convulsa.

O escândalo surgiu depois do registo de mortes e doentes que apresentaram problemas, uma vez que a raiva é endémica em algumas áreas da China.

Já em julho passado, a empresa Changchun Changsheng Life Sciences tinha recebido ordem para suspender a produção e ficou sem licença para produzir vacinas e medicamentos. O diretor executivo da empresa e 14 gerentes foram detidos.

  • Número de recuperados da Covid-19 em Portugal quase duplica

    Coronavírus

    O último balanço da DGS dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal. São mais 16 óbitos e 452 infetados em relação a ontem. A taxa de aumento diário de casos é de 4%, a mais baixa desde o início da pandemia. O número de recuperados subiu de 75 para 140. Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes associadas ao novo coronavírus, o valor mais baixo num só dia desde 24 de março. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias