Mundo

Seis mortos em incêndio num prédio na Suíça

Twitter

Seis pessoas, entre as quais algumas crianças, morreram na sequência de um incêndio de origem indeterminada num prédio em Soleure (noroeste da Suíça), na noite passada, anunciou hoje a polícia.

"Havia 20 pessoas no edifício, a maior parte foi retirada com a ajuda dos bombeiros. Os socorros chegaram porém tarde de mais para seis pessoas, entre as quais crianças", indicou a polícia local em comunicado.


Um empregado de um posto de correios situado não muito longe do edifício no qual o incêndio deflagrou indicou à 20Minuten.ch que alguns refugiados viviam no imóvel. Segundo o gerente de um café do bairro, interrogado pela AFP, alguns eritreus encontram-se entre as vítimas.


Um porta-voz da polícia não quis revelar informação sobre a identidade das vítimas, nem sobre o número de crianças mortas, explicando que os investigadores "não dispõem ainda de todos os elementos".


"Não é ainda claro", disse a mesma fonte a AFP.


Este incêndio deflagrou "por razões ainda desconhecidas", segundo a polícia. De acordo com o porta-voz da polícia, o fogo era incontrolável, como pode constatar um fotografo da AFP no local.


"Um morador do prédio indicou que foi pelas 2:10 (1h10 GMT) da madrugada que o fumo chegou às escadas do edifício" e foi dado o alerta a pedir socorro, precisou o comunicado da polícia.


Os moradores dos edifícios vizinhos, que foram preventivamente evacuados, já regressaram às suas casas.


"Segundo os primeiros testemunhos recolhidos, o fogo começou nos pisos inferiores do prédio", sublinhou a polícia que procura agora determinar as causas do incêndio.


O prédio onde ocorreu o fogo situa-se no centro da vila de Soleure, não muito longe da estação de comboios. A fachada do edifício resistiu ao fogo mas o interior dos apartamentos foi destruído pelas chamas, segundo o fotografo da AFP.


Em declarações ao 20minuten.ch, a presidente da câmara de Soleure, Kurt Fluri, afirmou estar profundamente afetada pelo acidente. "Eu estou terrivelmente desolada. Estou com as vítimas e espero que os feridos se restabeleçam rapidamente".

Lusa

  • Leonel Pontes prefere Sporting a vencer, mesmo sem convencer
    2:18