Mundo

Comboio sul-coreano cruza fronteira com o norte e por causa das sanções transporta o próprio combustível

Comboio sul-coreano cruza fronteira com o norte e por causa das sanções transporta o próprio combustível

Um comboio sul-coreano entrou hoje na Coreia do Norte pela primeira vez numa década e numa altura em que os dois países iniciaram inspeções conjuntas em linhas ferroviárias do norte, que esperam um dia venha a ter ligação com o sul. 

"As linhas ferroviárias vão ajudar a solidificar a paz à península coreana", disse o ministro da Unificação sul-coreano, Cho Myoung-gyon, durante uma cerimónia na estação Dorasan, perto da fronteira.

Pela 1.ª vez em mais de uma década, um comboio da Coreia do Sul cruza a fronteira com a Coreia do Norte.

A bordo viajam dezenas de engenheiros que vão iniciar inspeções conjuntas em linhas ferroviárias da Coreia do Norte. Por causa das sanções, o comboio transporta o próprio combustível para a viagem de ida e volta. O que sobrar terá de ser levado para Seoul.

A Coreia do Norte tem mais de 5.200 km de vias férreas com apenas uma linha e onde se circula até 50 km/h.

A modernização das vias vai, por isso, trazer benefícios económicos para a península.

Foi também concluída a retirada de militares norte-coreanos e sul-coreanos de 20 postos de guarda na fronteira.

  • Do dia da criança ao turismo de natureza no Alentejo
    6:14
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21