Mundo

Jornalista expulsa do Parlamento por mostrar "muita pele" recebe pedido de desculpa

A jornalista que foi expulsa do Parlamento australiano por "mostrar muita pele" recebeu esta terça-feira um pedido de desculpas do Governo. O caso de Patricia Karvelas aconteceu na segunda-feira e tem gerado controvérsia nas redes sociais.

A repórter da ABC News diz que foi pedida a abandonar o Parlamento porque estava a mostrar "demasiada pele". A indumentária pode ser vista em baixo.

Depois do caso chegar às redes sociais, muitos foram os internautas que compararam o vestuário da jornalista australiana com o de uma deputada, que muitas vezes usa vestidos com mangas curtas e outros sem manga.

Agora, foi a vez do Governo australiano reagir. Segundo a BBC, o ministro da Defesa expressou consternação pelo incidente. Christopher Pyne pediu ainda desculpa por parte do Governo.

Já o porta-voz do Parlamento defendeu que a jornalista estava a usar "um vestuário profissional". Perante o incidente, Tony Smith anunciou também que já pediu a revisão do "dress code" no Parlamento.

O site oficial do Parlamento da Austrália diz que o padrão de vestuário é uma questão de "julgamento individual" e que "deve incluir calças, um casaco, colarinho e gravata para os homens, e um padrão semelhante em termos de formalidade para as mulheres".