Mundo

Passear cães passa a ser proibido em Teerão

ERIC THAYER

A medida faz parte de uma longa campanha oficial que desencoraja as pessoas a terem estes animais de estimação.

A capital do Irão proibiu a população de passear os cães, com as autoridades de Teerão a receberam autorização do Ministério Público para tomar medidas contra as pessoas que aparecerem a passear os animais de estimação em espaços públicos, como parques.

Segundo a BBC, o chefe da polícia da capital iraniana justifica a proibição com o "medo e a ansiedade" que os cães causam às pessoas. A partir de agora, é também proibido conduzir com um cão dentro do carro.

"É proibido conduzir com cães no carro e, se assistirmos a uma situação deste tipo, serão tomadas medidas sérias contra os donos do veículo", disse Hossein Rahimi, citado pela emissora britânica.

Ter cães ou passeá-los em público tornou-se uma questão controversa no Irão desde a Revolução Islâmica, em 1979. Estes animais são vistos como algo "sujo" pelas autoridades islâmicas, que defendem ainda que ter um cão é um símbolo da sociedade ocidental.

Em 2010, por exemplo, o Ministro da Cultura proibiu os media de publicaram ou emitirem publicidade de produtos para cães.