Mundo

Quatro mortos e dezenas de desaparecidos em colapso de mina na Indonésia

NATIONAL DISASTER MANAGEMENT AGE

O colapso da mina ilegal deu também origem a um deslizamento de terras.

Dezenas de pessoas foram esta quarta-feira dadas como desaparecidas, depois do colapso de uma mina ilegal no norte da ilha de Sulawesi, na Indonésia, provocando pelo menos quatro mortos, segundo as autoridades locais.

Os socorristas continuam os trabalhos na região de Bolaang Mongondow, na parte norte das Ilhas Celebes, onde o colapso deu origem também a um deslizamento de terras, tendo quatro pessoas sido encontradas mortas e 19 foram salvas, embora com alguns ferimentos graves e ligeiros, de acordo com as autoridades locais.

"Dezenas de pessoas estavam à procura de ouro neste local quando as vigas e os suportes quebraram repentinamente devido à instabilidade do solo", explicou o porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia, Sutopo Purwo.

Funcionários da proteção civil local referiram também que há vítimas do colapso que estão soterradas embora respondam aos apelos dos socorristas.

Desconhece-se ainda quantas se encontram vivas, considerando que, pelo menos, 30 pessoas estão presas nos escombros.

"Não podemos usar equipamento pesado porque o solo está muito instável e isso pode colocar em perigo as vítimas", disse o responsável local da agência de desastres, Abdul Muin Paputungan, referindo que a causa para a instabilidade advém dos poços cavados para encontrar o ouro.

Nove pessoas foram hospitalizadas depois do acidente, enquanto outras receberam cuidados médicos no local, devido a "cortes e fraturas", segundo uma responsável do hospital, Wahdiana Mantang.

O arquipélago contém um grande número de minas ilegais de ouro que não têm normas de segurança, algo que várias associações já chamaram à atenção às autoridades para regularizarem.

Onze mineiros morreram em 2016 num deslizamento de terra provocado numa mina ilegal na província de Jambi, enquanto no ano passado, outras 12 pessoas morreram na ilha de Java, também devido ao colapso de uma mina de ouro que estava a ser explorada.

Lusa

  • "O hospital não interna doentes em refeitórios"
    7:14