Mundo

Cão de George H.W. Bush tem uma nova missão

Patrick Semansky

Sully deu que falar depois de aparecer deitado junto ao caixão do antigo Presidente norte-americano.

O cão do antigo Presidente George H. W. Bush recebeu uma nova missão, no Centro Médio do Exército Walter Reed, em Bethesda, Estados Unidos da América.

No início de dezembro do ano passado, Sully ficou famoso, depois de uma imagem que mostrava o cão junto ao caixão do antigo Presidente norte-americano ter chegado às redes sociais.

Jim McGrath

Agora, o labrador juntou-se ao exército e vai oferecer conforto e companhia a veteranos e às suas famílias. A cerimónia de recrutamento aconteceu esta quarta-feira e foi transmitida em direto no Facebook.

"Sully H.W. Bush, confirmas - ou ladras - que vais apoiar, confortar e alegrar os nossos guerreiros e as suas famílias, no ativo e na reforma?", foi assim que começou o juramento, que pediu a Sully que desse "amor incondicional e consolo, especialmente nos dias mais ocupados".

O juramento reconheceu ainda que tal responsabilidade viria "sem qualquer promessa de festas na barriga ou recompensas".

Instagram

Segundo a CNN, Sully tornou-se o cão de companhia do antigo Presidente depois da mulher, Barbara Bush, morrer. O labrador chegou numa altura em George H.W. Bush precisava de companhia e de ajuda em várias tarefas.

"Ele ajudava o presidente a abrir portas, sabia quando devia chamar por assistência ou quando Bush precisava de ser confortado e, nessa altura, metia a cabeça no seu colo", disse o chefe de programa da America VetDogs, a organização que treinou Sully.

O labrador consegue fazer várias tarefas, como atender telemóveis ou desligar e apagar as luzes, e agora vai ajudar quem mais precisa.

  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38