Mundo

Raio fere cerca de 150 pessoas em funeral de uma criança em Angola

Mohamed Alhwaity / Reuters

A região tem sido afetada por muita chuva e trovoada.

Pelo menos 146 pessoas ficaram feridas na quarta-feira após serem atingidas por um raio quando participavam no funeral de uma criança no cemitério municipal do Luena, na província angolana do Moxico, noticia hoje a imprensa.

Segundo a Rádio Nacional de Angola (RNA) e a agência Angop, as vítimas ficaram feridas depois de terem sido atingidas por um raio, o que gerou pânico no local e nos arredores do cemitério, três quilómetros a norte da cidade do Luena.

Em declarações aos jornalistas, a diretora clínica do Hospital Geral do Moxico, Georgina Esperança Muhunga, indicou que algumas das vítimas que deram entrada nas diversas unidades de saúde tiveram alta depois da assistência médica, não se tendo registado mortes.

Dos 127 sinistrados que deram entrada no hospital geral, 94 tiveram alta, enquanto 33 outros encontram-se ainda sob cuidados médicos na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), referiu.

Segundo Georgina Muhunga, o Hospital Militar local recebeu 12 pacientes, a Clínica Sagrada Esperança cinco e o Hospital Municipal do Moxico as restantes duas.

O comandante dos Serviços de Proteção Civil e Bombeiro (SPCB) no Moxico, Conceição António Simão Dias, argumentou que o incidente poderia ser evitado se o cemitério tivesse para raios, para fazer face às fortes chuvas acompanhas de trovoada que ocorrem constantemente na região.

Lusa

  • Como não gastar dinheiro com os números começados por 707
    6:46