Mundo

Donos da central nuclear de Almaraz chegam a acordo para pedir renovação de licença até 2028

A central nuclear de Almaraz situa-se a cerca de 100 km de Portugal, numa das margens do rio Tejo.

Os proprietários da central nuclear espanhola de Almaraz chegaram hoje a um acordo para pedir a renovação da licença de exploração da fábrica até 2028, segundo "fontes conhecedoras da reunião" citadas pela agência EFE.

O compromisso alcançado pelas empresas Iberdrola (52%), Endesa (36%) e Naturgy (11%) deverá em seguida ser ratificado pela assembleia-geral de acionistas que decorre hoje de manhã.

As empresas proprietárias de Almaraz têm até 31 de março para pedir de renovação da licença de exploração por mais 7,4 anos (2027) para o reator I da central e de 8,2 anos (2028) para o II.

O acordo respeita o estipulado no protocolo assinado há algumas semanas com a Enresa, a empresa pública responsável pela gestão dos resíduos radiativos, que prevê o encerramento de todos as centrais nucleares espanholas entre 2025 e 2035.

As cinco centrais nucleares em funcionamento em Espanha - Almaraz (Cáceres), Vandellós (Tarragona), Ascó (Tarragona), Cofrentes (Valencia) e Trillo (Guadalajara)-, que têm um total de sete reatores nucleares, cumprem 40 anos de vida útil entre 2023 (Almaraz) e 2028 (Trillo).

A central nuclear de Almaraz situa-se a cerca de 100 km de Portugal, numa das margens do rio Tejo.

Lusa

  • Votar? É mais praia...
    2:43

    Europeias 2019

    Em dia de eleições e calor intenso, a praia da região urbana de Carcavelos esteve muito concorrida, com os respetivos engarrafamentos na Avenida Marginal na ida e no regresso. E com os depoimentos dos veraneantes a merecer reflexão.