Mundo

Polícia indonésia apreende 5 dragões-de-komodo que estavam a ser vendidos no Facebook

Dragão-de-komodo

Phil Noble

Répteis estavam a ser vendidos por 1.250 euros cada.

A operação decorreu na ilha de Java nas províncias de Semarang e Surabaia. Além dos dragões-de-komodo foram apreendidos ursos, catatuas e casuares explica a BBC.

Em comunicado, a polícia explicou que os suspeitos confessaram já ter vendido mais de 40 répteis através do Facebook.

Os cinco homens detidos nesta operação arriscam uma pena de até 5 anos de prisão e multas.

Maior lagarto do mundo

O dragão-de-Komodo, a maior espécie de lagarto que existe. Pode atingir três metros de comprimento e pesar cerca de 120 kg. É, atualmente, uma espécie está em risco. Vive, ou melhor, sobrevive, em sete ilhas indonésias. De acordo com a National Geographic, são vítimas das queimadas que destroem os seus habitats e da caça. A mesma fonte refere que, em 2016, o Parque Nacional de Komodo contou apenas 3.013 dragões-de-komodo. Menos 200 que em 2013.

Mordem para matar

Os dragões-de-komodo conseguem encontrar uma presa a quilómetros de distância. Têm a língua bifurcada, tal como as cobras e usam-na para detetar a presa.

A saliva destes répteis é altamente venenosa, está cheia de bactérias. As presas morrem normalmente de lacerações ou infeções provocadas pela sua dentada.

  • Os populismos crescentes "não são apenas um problema europeu"
    2:01
  • “Vamos a Jogo” acompanhou Luís Filipe Vieira no dia da reconquista
    15:21
  • Visíveis - Ruca
    31:30