Mundo

Tribunal de Londres recusa fiança de joalheiro bilionário acusado de fraude

Adnan Abidi

O magnata, filho de um comerciante de diamantes, construiu um império internacional de joalharia.

Um tribunal em Londres rejeitou esta sexta-feira uma fiança para o magnata Nirav Modi, condenado na semana passada por alegado envolvimento num caso de burla a um banco indiano.

Nirav Modi, de 48 anos e cujas joias foram usadas por celebridades de Bollywood e Hollywood, foi detido em fevereiro de 2018 depois da suspeita das autoridades indianas sobre o seu envolvimento numa burla de cerca de dois mil milhões de dólares ao banco estatal Punjab National Bank.

Modi está a lutar para não ser extraditado para a Índia e o tribunal recusou a fiança por receio de fuga.

As autoridades indianas suspeitam empresas controladas por Modi defraudaram o Punjab National Bank através da utilização de falsos documentos financeiros para a importação de joias.

O magnata, filho de um comerciante de diamantes, construiu um império internacional de joalharia, com ligações desde a Índia até Nova Iorque e Hong Kong.

Lusa

  • A reação do presidente do Benfica no momento em que se sagra campeão
    0:35