Mundo

Adolescente palestiniano morto por disparos israelitas na Faixa de Gaza

Mohamad Torokman

Manifestações e protestos ao longo da fronteira na Faixa de Gaza.

Um adolescente palestiniano de 15 anos foi esta sexta-feira morto por disparos israelitas durante manifestações e protestos ao longo da fronteira na Faixa de Gaza, indicaram as autoridades.

Mayssara Abou Shalouf foi atingido no ventre a leste de Jabaliya, norte do enclave, disse o Ministério da Saúde local. Pelo menos outros 48 palestinianos foram feridos em diversos pontos ao longo da fronteira.

O exército israelita indicou que cerca de 4.700 palestinianos se manifestaram em diferentes locais e que foram lançadas pedras em direção dos soldados colocados na fronteira, e que vários grupos tentaram forçar a barreira fronteiriça israelita, fortemente guardada.

Os soldados responderam com meios antimotim e balas reais, "em conformidade com os procedimentos operacionais em vigor", disse um porta-voz, sem se exprimir especificamente sobre a morte do adolescente.

A Faixa de Gaza, situada entre Israel, Egito e o Mediterrâneo e flagelada por guerras, pobreza e um bloqueio israelita e egípcio, regista desde março de 2018 manifestações semanais ao longo da fronteira com o Estado judaico.

Pelo menos 264 palestinianos, incluindo dezenas de crianças, foram mortos por disparos israelitas desde o início destes protestos em torno da "Grande Marcha do Regresso", ou em ataques israelitas de represália aos ataques desencadeados a partir de Gaza contra território israelita. Durante todo este período, foram mortos dois soldados israelitas.

O exército israelita, acusado de uso excessivo da força pelos palestinianos e organizações de defesa dos direitos humanos, diz que apenas defende a sua fronteira e o seu território, e acusa o movimento islamita Hamas, que governa o enclave, de fomentar a contestação.

Desde 2008, Israel e o Hamas envolveram-se em três guerras.

Lusa

  • "Via Sacra" em destaque na Edição da Manhã
    4:43
  • Árbitra de 18 anos agredida por treinador
    13:01
  • Eleições em Espanha: o que dizem as sondagens
    3:46