Mundo

Pelo menos sete soldados afegãos mortos em emboscada talibã

Dois polícias afegãos e um civil ficaram feridos.

As autoridades afegãs anunciaram este sábado que pelo menos sete forças de segurança morreram na sequência de uma emboscada de um grupo extremista talibã, desencadeando uma longa batalha.

O porta-voz do governador da província ocidental de Ghor, Abdul Hai Khateby, afirmou que o ataque aconteceu na sexta-feira à tarde e que para além dos sete mortos, dois polícias afegãos e um civil ficaram feridos.

Quatro rebeldes foram mortos no combate, acrescentou.

O ataque aconteceu no mesmo dia em que o grupo extremista talibã anunciou o início da ofensiva anual de primavera no Afeganistão, apesar de estarem a decorrer negociações com os Estados Unidos sobre o processo de paz no país.

Durante o anúncio, o grupo extremista, que domina quase 11% do território afegão, divulgou uma longa mensagem em cinco idiomas, na qual se afirmava que a luta continuaria enquanto as forças estrangeiras permanecessem no Afeganistão.

Os talibãs prometeram ainda lançar operações jihadistas "com sinceridade e intenções puras", mas apelaram aos combatentes para que evitem vítimas civis.

O grupo extremista faz há vários anos o anúncio da ofensiva anual de primavera, que consiste na intensificação dos ataques. Os Estados Unidos e os talibãs iniciaram, durante o verão de 2018, conversações bilaterais em Doha, cujo próximo ciclo está previsto para este mês.

Lusa

  • Eleições em Espanha: o que dizem as sondagens
    3:46