Mundo

Iraniana condenada a um ano de prisão por protestar contra o uso do véu islâmico

A jovem tornou-se o rosto de um protesto contra o uso do véu, rapidamente reprimido pelas autoridades.

Uma iraniana foi condenada a um ano de prisão por afirmar publicamente a sua oposição ao uso do véu islâmico ('hijab'), explicou o seu advogado.

O advogado Payam Derafshan explicou que a sentença foi emitida em março passado e que Vida Movahedi foi detida em outubro passado por se ter manifestado de cabeça descoberta na Praça Enghelab.

A mulher foi condenada por "incitamento à corrupção e libertinagem", adiantou o advogado.

A jovem tornou-se o rosto de um protesto contra o uso do véu, rapidamente reprimido pelas autoridades.

Como dezenas de mulheres que copiaram seu gesto, foi presa e multada, referiu Derafshan.

Segundo o causídico, no julgamento o juiz declarou que a mulher se opôs "ao véu islâmico obrigatório" e que tinha a intenção de expressar a sua opinião como uma "revolta cívica".

Vida Movahedi foi uma das centenas de pessoas abrangidas por um indulto do líder supremo do Irão, Ali Khamenei, no começo de abril, mas a decisão ainda não foi aplicada, pelo que continua detida.

Lusa

  • Via Sacra – Episódio 2
    26:42