Mundo

Homens armados atacam hotel de luxo no sudoeste do Paquistão

Em abril deste ano, nesta região, um grupo de homens armados matou a tiro pelo menos 15 pessoas quando este grupo de assaltantes entrou num autocarro e disparou sobre os passageiros.

Vários homens armados atacaram este sábado um hotel de luxo na conturbada província do Baluchistão, no sudoeste do Paquistão, enquanto decorre um tiroteio com as forças de segurança, sem se saber, até ao momento, se há vítimas.

O ataque levado a cabo por "dois a três terroristas" ao hotel Pearl Continental, fortemente vigiado e localizado na cidade costeira de Gwadar, começou às 16:45, hora local (11:45 GMT), disse Nasir Ali, um oficial da polícia, à agência de notícias espanhola EFE.

Primeiro, "os terroristas iniciaram um tiroteio contra o Pearl Continental e logo entraram no hotel. As forças de segurança chegaram ao local e os combates continuam", indicou este oficial da polícia.

Nasir Ali acrescentou que não receberam, até agora, informação de que haja vítimas civis ou das forças de segurança.

"Até ao momento não foi retirado qualquer cadáver nem feridos", concluiu este oficial.

Baluchistão, a maior e menos populosa região do país asiático, é palco de ataques regulares de grupos secessionistas, bem como de grupos islâmicos armados ou de redes de máfias que operam em todo o país, o que torna esta região uma das mais instáveis e inseguras do Paquistão.

Em abril deste ano, nesta região, um grupo de homens armados matou a tiro pelo menos 15 pessoas quando este grupo de assaltantes entrou num autocarro e disparou sobre os passageiros.

Entre os mortos, na sua maioria civis, havia um oficial da armada paquistanesa e o seu guarda-costas.

O ataque não foi reivindicado, embora os separatistas do Exército de Libertação do Baluchistão tenham muitas vezes como alvo as forças de segurança.

  • "Plástico nosso de cada dia"
    29:35
  • Brincar ao ar livre como remédio natural
    0:21
  • Como não gastar dinheiro com os números começados por 707
    6:46