Mundo

Infraestruturas petrolíferas na Arábia Saudita atacadas por drones

ALI HAIDER

Arábia Saudita denunciou hoje ataque de veículos aéreos não tripulados contra um dos seus oleodutos e outras infraestruturas energéticas pouco depois de os rebeldes do Iémen terem reivindicado um ataque coordenado de drones ao país vizinho.

O ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih

O ministro da Energia da Arábia Saudita, Khalid al-Falih

Anushree Fadnavis

Numa declaração divulgada pela agência noticiosa estatal saudita, o ministro da Energia, Khalid al-Falih, referiu que os drones atacaram uma estação de bombeamento de petróleo que abastecia um oleoduto que liga a sua Província Oriental ao porto de Yanbu, no Mar Vermelho.

O ataque causou um incêndio e "pequenos danos" e levou a empresa estatal Aramco a suspender o bombeamento de petróleo através do oleoduto, adiantou.

O organismo de segurança estatal da Arábia Saudita indicou também que dois locais de infraestruturas petrolíferas na grande região de Riade, em al-Dudami e Afif, foram alvo de ataques na mesma altura.

Antes, a cadeia televisiva al-Massirah, controlada pelos rebeldes Huthis no vizinho Iémen, divulgou uma "grande operação militar" contra alvos sauditas, "instalações vitais", com "a utilização de sete drones".

A Arábia Saudita lidera uma coligação internacional que desde 2015 intervém militarmente no conflito no Iémen para ajudar o governo a combater os rebeldes Huthis, apoiados pelo Irão.

No domingo, "atos de sabotagem" ainda pouco claros afetaram quatro navios no Golfo, dois petroleiros sauditas, um norueguês e outro dos Emirados Árabes Unidos, segundo as autoridades deste país, aliado de Riade e que também integra a coligação que intervém no Iémen.

Responsáveis dos países do Golfo recusam dizer quem pensam ter sido o responsável pela alegada sabotagem, mas o incidente revela o aumento dos riscos numa região vital para o abastecimento global de energia e onde crescem as tensões entre os Estados Unidos e o Irão sobre o acordo nuclear da República Islâmica com as potências mundiais.

Com Lusa

Com Lusa

ALI HAIDER

  • Minutos salva-vidas
    20:48