Mundo

Adolescente malaia suicida-se depois de fazer uma sondagem no Instagram

Políticos e população chocados com a influência das redes sociais nos jovens.

Uma adolescente malaia de 16 anos, que publicou uma sondagem no Instagram perguntando se devia viver ou morrer, suicidou-se quando a maioria dos seus seguidores votou a favor da morte.

A polícia do estado de Sarawak afirmou aos media locais que a jovem morreu "subitamente" depois de publicar a sondagem na rede social na segunda-feira.

"Muito importante, ajudem-me a escolher entre D/L", escreveu no Instagram segundo o site Astro Awani (página traduzida em inglês pelo Google), sendo que D se referia a morte - death em inglês - e L a vida - life em inglês.

69% dos seus seguidores votaram a favor da morte, 31% pela vida, segundo a polícia, citada pela Agência France-Presse.

O site diz ainda que a rapariga escreveu no Facebook "WANNA QUIT F ** KING LIFE I'M TIRED" - "Quero desisitir da m**** da vida estou cansada", numa tradução livre.

"Estou realmente preocupado com a saúde mental dos jovens da Malásia"

Este suicídio desencadeou numerosas reações na Malásia, de políticos a cidadãos comuns.

O deputado Ramkarpal Singh exigiu a abertura de um inquérito "para evitar outros abusos nas redes sociais em circunstâncias semelhantes no futuro".

O ministro da Juventude e Desporto Syed Saddiq disse estar preocupado com a saúde mental dos jovens da Malásia. "É um problema nacional que deve ser tratado seriamente", declarou.

A responsável pela comunicação do Instagram na Ásia-Pacífico Ching Yee Wong transmitiu condolências à família.

Reconheceu que a rede social detida pelo grupo Facebook tem a "importante responsabilidade de assegurar que as pessoas que utilizam o Instagram se sentem seguras e apoiadas". Apelou a todos os que utilizem a rede e detetem situações de perigo para a reportar às autoridades.