Mundo

Novo Presidente da Ucrânia convoca legislativas antecipadas para 21 de julho

Vadim Ghirda

Zelensky foi eleito há cerca de um mês.

O novo Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, convocou esta terça-feira, um dia depois de tomar posse, legislativas antecipadas para 21 de julho, segundo um decreto divulgado no 'site' da Presidência formalizando a dissolução do parlamento.

O mais jovem Presidente da Ucrânia pós-soviética, Zelensky anunciou a intenção de dissolver o parlamento, eleito em 2014 e que lhe é hostil, no seu discurso de tomada de posse na segunda-feira.

Fiel à sua promessa de campanha de "quebrar o sistema", ele ataca deste modo uma classe política muito desconfiada em relação a um novato que prometeu transformar um país em guerra e com dificuldades económicas.

De acordo com a agência France Presse, Volodymyr Zelensky procura aproveitar o ímpeto da sua significativa vitória (73% dos votos) na segunda volta das presidenciais em abril para ganhar as legislativas, sem esperar o escrutínio previsto para outubro.

O seu partido Servidor do Povo, por enquanto quase inexistente, é creditado com até 40% das intenções de voto pelas últimas sondagens.

Ao anunciar a sua decisão de dissolver o parlamento na segunda-feira, o novo Presidente exortou também os ministros a demitirem-se, embora a lei só obrigue o governo a sair após as legislativas.

O anúncio da dissolução do parlamento, um processo complexo, suscitou controvérsia, levando alguns especialistas e políticos a considerarem a decisão inconstitucional e a apelarem a Zelensky para abandonar a ideia.

Lusa