Mundo

Homem transportou milhares de sanguessugas no avião

Regis Duvignau

Contrabando foi detetado por um “cão-polícia”.

Um homem foi multado em cerca de 10 mil euros por contrabandear milhares de sanguessugas num voo da Rússia para o Canadá. O caso aconteceu em outubro.

Ippolit Bodounov foi detido em outubro no Aeroporto Internacional Pearson de Toronto, depois de terem sido encontradas 4,788 sanguessugas vivas na sua bagagem de cabine. A descoberta foi feita depois de um "cão-polícia" alertar para a mala de viagem.

As sanguessugas foram identificadas como sendo da espécie Hirudo verbana, utilizada na medicina, estando a sua comercialização altamente regulada pela “ameaça” que representa para a espécie.

Segundo a BBC, Ippolit terá sido a primeira pessoa “apanhada” pelas autoridades a importar as sanguessugas para o Canadá. O homem acabou por ser acusado e obrigado a pagar uma multa.

Estes parasitas foram uma das primeiras espécies sujeitas a medidas de conservação, incluindo restrições à sua exportação, que datam de 1823.

  • Palestinianos boicotam cimeira organizada pelos EUA no Bahrein
    2:50
  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38