Mundo

A rã pode ser usada como teste de gravidez

Entre 1930 e 1960 os testes de gravidez envolviam a rã-de-unhas-africana, a xenopus laevis.

Conta a BBC que Lancelot Hogben, zoólogo e geneticista inglês costumava injetar várias substâncias em animais, principalmente hormonas, para ver como reagiam. Numa dessas experiências injetou urina de uma mulher grávida. Resultado, a rã pôs ovos. Estava descoberto um teste de gravidez que se veio revelar muito eficaz entre as décadas de 1930 e 1960.


"Você está grávida. As rãs puseram ovos"

Maureen Symons recorda, numa entrevista à BBC, de como recebeu a notícia de que estava grávida. "Tenho uma imagem na minha cabeça de pelo menos duas vezes, um médico de avental branco chegar e dizer, satisfeito, 'Você está grávida - as rãs puseram ovos".

A rã-de-unhas-africana é um anfíbio de origem africana. Só encontrou "paz" quando os primeiros exames caseiros começaram a ser desenvolvidos, nos anos 1970.