Mundo

Israel prepara-se para novas eleições legislativas

ABIR SULTAN

Próximas eleições estão marcadas para 17 de setembro.

Menos de dois meses depois de ter vencido as eleições legislativas, o primeiro-ministro israelita anunciou a convocação de eleições antecipadas.

Benjamin Netanyahu reconheceu que não conseguiu formar um Governo de coligação e votou com outros 73 deputados a favor da dissolução do Parlamento com a legislatura mais curta na história do país.

O Likud, partido de Netanyahu, evitou assim que o presidente Reuven Rivlin atribuísse a outro deputado a tarefa de formação de uma coligação governamental, o que poderia ameaçar a sua continuidade à frente do executivo.

Rivlin teria convidado provavelmente o líder da oposição, Benny Gantz, da aliança Azul e Branco, que após a votação no parlamento acusou Netanyahu de ter escolhido a autopreservação em vez de permitir que o processo político seguisse o seu curso.

Após um dos maiores fracassos da sua vida política, Netanyahu, 69 anos, necessita de manter uma imagem de solidez.

Para as eleições de setembro, os analistas não esperam muitas mudanças nos padrões de voto e Netanyahu terá de constituir um executivo o mais rápido possível para tentar aprovar a reforma judicial que lhe garanta imunidade face à investigação por corrupção que pesa sobre si.

Com Lusa

  • "O hospital não interna doentes em refeitórios"
    7:14