Mundo

Dois corpos encontrados no rio Danúbio são de turistas sul-coreanos

Estão ainda desaparecidas 19 pessoas.

Os dois corpos encontrados na segunda-feira no rio Danúbio foram hoje confirmados como vítimas sul-coreanas do acidente ocorrido na semana passada em Budapeste, Hungria.

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Sul, foi encontrado um corpo de uma mulher, com cerca de 50 anos, perto da embarcação de turismo e um corpo de um homem, na faixa dos 60 anos, a 132 quilómetros a jusante.

Apenas sete das 35 pessoas a bordo, que incluíam 33 sul-coreanos, sobreviveram ao incidente perto do parlamento húngaro.

Com os dois corpos encontrados, aumenta para nove o número de mortos confirmados, estando ainda 19 pessoas desaparecidas.

O navio, que realizava uma excursão com 33 turistas sul-coreanos, foi abalroado por outra embarcação de maior porte no Danúbio, na quarta-feira à noite, e acabou por se afundar junto à ponte Margit, perto da catedral de Budapeste.

A Coreia do Sul enviou pessoal especializado para ajudar a Hungria nas operações de busca e resgate das vítimas.

O comandante do navio que colidiu com a embarcação de turismo que se afundou no rio Danúbio foi detido e acusado por um tribunal húngaro, indicaram as autoridades judiciais.

De acordo com um porta-voz do Ministério Público de Budapeste, o homem, um ucraniano de 64 anos, foi ouvido em tribunal por suspeita de ter colocado em perigo o transporte fluvial.

A investigação aberta pelas autoridades húngaras procura perceber as circunstâncias em que o navio de cruzeiro de 135 metros colidiu com a embarcação de turismo, de 26 metros, durante uma aparente manobra de rotina.

Lusa

  • Olhá Festa em Pinhel
    11:51