Mundo

Peça de xadrez encontrada numa gaveta pode valer mais de um milhão de euros

Suzanne Plunkett

Família escocesa desconhecia importância da peça que tinha na sua posse.

Uma peça de xadrez de Lewis perdida há cerca de 200 anos foi recuperada por uma família de Edimburgo, na Escócia. Estava guardada numa das gavetas de casa, e pode agora valer 1 milhão de libras (cerca 1,12 milhões de euros), em leilão.

De acordo com a BBC, o objeto foi adquirido pelo avô da família, um negociante de antiguidades, em 1964, pelo valor de 5 libras (5,64 euros) Na altura, não se apercebeu da importância desta nova aquisição.

A peça de 8.8 centímetros foi passada de geração em geração, durante 55 anos, até que a decidiram vender, através da casa de leilões Sotheby, em Londres.

Quando a equipa da Sotheby percebeu o que lhe tinha sido entregue, ficou incrédula. O codiretor global de esculturas europeias e obras de arte do espaço, Alexander Kader, examinou a peça e afirmou:

"Está um pouco danificada. Falta-lhe o olho esquerdo. Mas com o tempo todo que passou, ganhou um charme de guerreiro cansado."

O estado de conservação da peça é também um sinal direto da atenção e cuidado que a família, que prefere ficar no anonimato, teve para com o artigo. A mãe do atual dono considerava o objeto especial e acreditava que este tinha qualidades mágicas.

Num comunicado, o porta-voz da família explicou que a peça de xadrez foi guardada durante vários anos, e tinha sido cuidadosamente embrulhada num pequeno saco. Mas o carinho que a mãe tinha por ela levava-a, em certas alturas, a tirá-la da gaveta para apreciar a sua singularidade.

Andrew Winning

A Coleção

As peças de xadrez de Lewis são uma parte importante do Museu Britânico e do Museu Nacional da Escócia, e são vistas como "um símbolo importante da civilização europeia". Fizeram ainda parte do mundo de "Harry Potter e a Pedra Filosofal", o primeiro filme da saga de magia.

Talhada de marfim de morsa, a coleção é composta por reis e rainhas sentados, bispos, cavalos, torres e peões levantados. Ao todo, 82 peças estão agora no Museu Britânico e 11 no Museu Nacional da Escócia.

A coleção foi encontrada na Ilha de Lewis, na Escócia, durante o século XIX, mas nem todas as peças foram recuperadas: cinco estavam desaparecidas.

Presume-se que as peças tenham sido construídas na segunda metade do século XII, por um comerciante que queria evitar impostos depois do seu barco ter naufragado.

A peça encontrada faz parte das cinco desaparecidas, e corresponde a uma sentinela, um soldado com capacete, armadura e espada, que é o equivalente a uma torre nos jogos de xadrez atuais.

A peça está em exibição até dia 2 de julho, altura em que pode ser comprada ou emprestada a um museu.