Mundo

"Depois de anos de luta, a minha luta terminou", a jovem holandesa que morreu com ajuda dos pais

"Depois de anos de luta, a minha luta terminou", a jovem holandesa que morreu com ajuda dos pais

Noa Pothoven tinha apenas 17 anos e anunciou nas redes sociais que ia por fim à própria vida. Morreu este domingo em casa, com a família ao lado

Noa Pothoven foi várias vezes abusada sexualmente em criança e durante anos sofreu de de stress pós-traumático, depressão e anorexia.

Conhecida na Holanda por ter escrito a sua autobiografia intitulada "Winnen of leren" ("Ganhar ou aprender", em neerlandês), em que revelava ter sido vítima de abusos sexuais e agressões quando era mais pequena, despediu-se dos seus seguidores na rede social Instagram, anunciando que tinha decidido pôr fim à sua vida.

"Não vou estar com rodeios: vou estar morta dentro de 10 dias. Depois de anos de luta, a minha luta terminou. Por fim, vou ficar libertada do meu sofrimento, que é insuportável. Não me procurem convencer de que isto não bom. É uma decisão bem pensada e definitiva", escreveu na sua mensagem de despedida.

Com Lusa

  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38