Mundo

Avião militar indiano desaparece durante voo com 13 pessoas a bordo

AN-32 da Força Aérea Indiana

Vijay Mathur

Os AN-32 dos militares indianos têm um histórico irregular de segurança.

A Força Aérea Indiana está a tentar localizar um avião militar que desapareceu na segunda-feira com 13 pessoas a bordo.

O Antonov AN-32, um bimotor turboélice, levantou voo às 12:27 (hora local) de Jorhat, uma cidade do estado de Assam, com destino a um aeródromo em Manchuka, cerca de 205 quilómetros a norte. Cerca de 30 minutos depois de descolar, a aeronave contactou os controladores aéreos pela última vez. A meio do voo, desapareceu.

As operações de busca tiverem de ser interrompidas na quarta-feira devido ao mau tempo, mas deverão ser retomadas brevemente. De acordo com Geoffrey Thomas, especialista em aviação, é provável que o avião se tenha despenhado numa região remota, dificultando os esforços para o localizar.

Os AN-32 dos militares indianos têm um histórico irregular de segurança

De acordo com a Aviation Safety Network, desde 1986, esta aeronave esteve envolvida em 15 incidentes. Em 2016, um AN-32 com 29 passageiros desapareceu depois de ter descolado de Chennai em direção a Port Blair.

“A Força Aérea Indiana tem uma longa lista de acidentes com os AN-32, não há dúvidas sobre isso. No entanto, dado o terreno e dada a natureza da operação - operações militares normalmente não são tão seguras quanto as comerciais (...) A taxa de fatalidade será maior" afirma Geoffrey Thomas citado pela CNN.

O Governo indiano tem sido duramente criticado pela oposição por continuar a utilizar a aeronave apesar de ter outras mais equipadas para voar a mesma rota. O incidente tem levantado questões sobre o orçamento do país para a Defesa.

  • Palestinianos boicotam cimeira organizada pelos EUA no Bahrein
    2:50
  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38