Mundo

Putin define Zelenskiy como um bom ator mas terá de provar ser um bom Presidente

Gleb Garanich

Comentários do Presidente russo sobre o seu homólogo ucraniano.

O Presidente russo, Vladimir Putin, considerou esta sexta-feira que o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, pode ser bom ator, mas o papel na série televisiva que o tornou célebre não significa que tenha qualidades de um verdadeiro chefe de Estado.

"Não conheço essa pessoa, espero que possamos encontrar-nos um dia", afirmou o Presidente da Rússia durante a sessão plenária do Fórum de São Petersburgo (noroeste), ao ser questionado se tinha felicitado o novo chefe de Estado ucraniano pela sua eleição na segunda volta das presidenciais que decorreram no país vizinho em 21 de abril.

"Parece ser um bom especialista no seu domínio. Mas uma coisa é desempenhar ser um ator, e outra coisa é fazer algo diferente", declarou o Presidente russo. "Para ser ator é necessário talento. Mas para dirigir os assuntos de Estado, são necessárias outras qualidades, uma certa experiência, conhecimentos, é necessário encarar os problemas e encontrar os mecanismos para os resolver", prosseguiu, antes de concluir: "Não digo que não tenha essas qualidades, provavelmente existem".

Ator e humorista, Volodymyr Zelenskiy foi eleito com ampla vantagem no escrutínio presidencial e quando não possuía qualquer experiência política. A série televisiva "Servidor do Povo", onde desempenhava o papel de um professor eleito presidente, contribuiu largamente para a sua popularidade.

Após a sua eleição, e quando prometeu "relançar" o processo de paz para solucionar o conflito no leste da Ucrânia e manifestar disposição em discutir com Moscovo, ao contrário do seu antecessor Petro Poroshenko, as relações entre Kiev e Moscovo continuam a não registar qualquer progresso significativo.

Hoje, Zelenskiy endureceu o tom do discurso e prometeu uma resposta "severa", após dois soldados ucranianos terem sido mortos e oito feridos na noite de quinta-feira no leste rebelde.

Após a eleição de Zelenskiy, Vladimir Putin assinou uma série de decretos destinados a simplificar a concessão de nacionalidade russa aos ucranianos, suscitando fortes protestos de Kiev. E o líder russo disse aguardar "pelos primeiros sucessos na normalização das relações russo-ucranianas" para o felicitar.

Ainda hoje, indicou que a retórica do Presidente ucraniano sobre a Rússia era contraditória: "Disse uma coisa durante a campanha e outra coisa após a eleição. O futuro nos dirá".

Lusa

  • Mourinho procura clube e rejeita, para já, treinar seleções
    7:14
  • Como não gastar dinheiro com os números começados por 707
    6:46