Mundo

Mais de 180 empresas norte-americanas assinam manifesto contra restrições ao aborto

Jeenah Moon

O manifesto foi assinado por diretores executivos de empresas como a Bloomberg, a Yelp, o Tinder, e o fundador do Twitter, Jack Dorsey.

Mais de 180 executivos de grandes empresas norte-americanas manifestaram-se na segunda-feira contra a restrição aos direitos reprodutivos das mulheres, incluindo o aborto, numa página publicitária do jornal The New York Times.

O manifesto, que ocupa uma página inteira do diário norte-americano, foi assinado por diretores executivos de empresas como a Bloomberg, a Yelp, o Tinder, e o fundador do Twitter, Jack Dorsey.


"O futuro da igualdade de género está por um fio e põe em risco as nossas famílias, comunidades, empresas e economia", declaram os representantes das empresas.


" [Notes:As restrições] prejudicam a nossa capacidade de construir canais para uma força de trabalho diversificada e inclusiva, de atrair os melhores talentos nos estados e de proteger o bem-estar das pessoas que mantêm o negócio", afirmam os empresários, que representam, ao todo, 108.000 trabalhadores.


Organizações que coordenaram a iniciativa, incluindo a Planned Parenthood e a União Americana pelas Liberdades Civis (ACLU, na sigla inglesa) argumentam que as restrições "ameaçam a saúde e a estabilidade económica dos funcionários e dos clientes", o que é "mau para o negócio".


Uma ofensiva contra o aborto teve lugar no país nas últimas semanas, com a aprovação de leis numa dúzia de estados conservadores que visam proibir a interrupção da gravidez na maioria dos casos, incluindo violação e incesto.


Um revés na decisão do Supremo Tribunal, que declarou inconstitucional, em 1973, qualquer interferência do Estado na decisão de gravidez de uma mulher.


"A igualdade no local de trabalho é uma das questões laborais mais importantes do nosso tempo", escreveram no Twitter as cerca de 200 empresas envolvidas na campanha "Não proíbam a igualdade", convidando outras empresas a juntarem-se à campanha.

Lusa

  • André Rieu fez um vídeo para os fãs portugueses
    0:38