Mundo

Mulher presa por entregar à polícia a arma do marido acusado de violência doméstica

Courtney Irby foi acusada de roubo e ficou presa durante seis dias.

Courtney Irby foi presa na Flórida, nos Estados Unidos, por entregar a arma do marido, detido por acusações de violência doméstica, à polícia. O caso está a causar alvoroço no estado norte-americano.

A 14 de junho, depois de uma reunião para discutir o divórcio, Joseph Irby agrediu a esposa e acabou detido pelas autoridades. Foi aí que Courtney decidiu ir ao apartamento do marido, reuniu as armas de fogo e entregou-as ao departamento de polícia de Lakeland.

Quando questionada por um polícia se tinha permissão do marido para entrar na casa, disse que tinha. No entanto, Joseph não confirmou a autorização e ainda quis apresentar queixa por roubo. Courtney explicou que o marido nunca iria entregar as armas e que, por isso, decidiu entregá-las à polícia por precaução.

Joseph e Courtney têm dois filhos e estão a meio de um processo de divórcio depois de se terem separado em dezembro, avança a BBC.

A detenção de Courtney chocou a população da Flórida, com várias pessoas a manifestarem apoio à norte-americana. Anna Eskamani, deputada democrata já pediu que a queixa contra Courtney, que esteve presa durante seis dias por acusação de roubo, fosse retirada.

Na segunda-feira, Eskamani publicou no Twitter a carta que enviou ao procurador Brian Haas.

"A senhora Irby estava à procura da ajuda do departamento da polícia de Lakeland e a tomar medidas para se proteger a si mesma e aos filhos."