Mundo

Filho de Nicolás Maduro diz que é uma "honra" ser sancionado pelos EUA

Marco Bello

"Tive a honra de receber uma suposta sanção".

O filho do presidente da Venezuela, Nicolás Maduro Guerra, afirmou este sábado que é uma "honra" ser sancionado pelos Estados Unidos, em resposta à imposição de sanções anunciadas pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

"Tive a honra de receber uma suposta sanção do Departamento de Estado do Departamento de Tesouro, uma pretensa sanção, porque sanciona quem pode, não quem quer", afirmou Maduro Guerra, 29 anos, em Caracas.

O secretário de Estado do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, acusou na sexta-feira Maduro Guerra de ajudar o pai, o presidente venezuelano, de manter um "regime autoritário para controlar a economia e reprimir o povo da Venezuela".

As sanções aplicadas ao filho de Nicolás Maduro implicam o congelamento de todos os bens e interesses que este possa ter direta ou indiretamente nos Estados Unidos e proíbem qualquer tipo de negócio.

Lusa

  • O 16.º episódio do "Polígrafo SIC"
    25:04