Mundo

Juncker diz que nomeação de Ursula von der Leyen não foi transparente

Juncker diz que nomeação de Ursula von der Leyen não foi transparente

Jean Claude Juncker diz que a nomeação da alemã Ursula von der Leyen para a presidência da Comissão Europeia não foi transparente.

Numa conferência de imprensa em Helsínquia, Juncker defendeu que a escolha da sua sucessora representa uma rutura com a prática tradicional dos partidos de escolherem os principais candidatos.

Recordou que, há 5 anos quando foi eleito, a nomeação foi transparente porque foi eleito pelos líderes, depois de ter feito campanha nas eleições europeias.

Juncker encontrou-se ontem com Ursula von der Leyen. Na conferência de imprensa diária do executivo comunitário, o porta-voz (Margaritis Schinas) disse que Juncker assegurou à candidata alemã que pode contar com o apoio da Comissão e com o seu apoio pessoal para garantir uma transição suave, caso seja eleita pelo Parlamento Europeu.