Mundo

Incêndios, estradas intransitáveis e vários feridos na Califórnia após sismo de 7,1 na escala de Richter

David McNew

Não há registo de vítimas mortais.

O forte sismo que atingiu o sul da Califórnia na noite de sexta-feira provocou múltiplos feridos, incêndios e danos em estradas e edifícios, anunciaram as autoridades.

As estimativas do Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) oscilam entre uma magnitude de 6,9 e 7,1 na escala de Richter, previsões que fazem deste o maior sismo registado no sul da Califórnia nas últimas duas décadas.

O terramoto, que ocorreu às 20:19 (04:19 de hoje, em Lisboa), seguiu-se a outro sismo de magnitude 6,4, na quinta-feira, na mesma região.

De acordo com a agência Associated Press, a cidade de Ridgecrest, no condado de Kern, voltou a ser a mais afetada, mas o tremor também se fez sentir em Las Vegas e no México.

A porta-voz do Corpo de Bombeiros do condado de Kern, Megan Person, relatou a ocorrência de "múltiplos feridos e incêndios", sem fornecer mais detalhes.

"Percebi que as paredes estavam a abanar"

População descreve o momento em que sentiu o abalo de magnitude de 6.4 na escala de Richter no estado norte-americano da Califórnia esta quinta-feira. Até agora, não há informação em relação ao número de feridos, no entanto, os bombeiros foram acionados para dezenas de ocorrências na cidade de Ridgecrest.