Mundo

Milhares de habitantes de Frankfurt retirados devido a desativação de bomba da II Guerra

Michael Probst

Trata-se de uma bomba com 500 quilogramas e dois detonadores.

Mais de 16.000 habitantes da cidade de Frankfurt, na Alemanha, na zona onde está o edifício do Banco Central Europeu (BCE), foram este domingo retirados devido à operação de desativação de uma bomba norte-americana da Segunda Guerra Mundial.

"Conseguimos! A bomba da Segunda Grande Guerra Mundial foi desativada. O plano de evacuação foi levantado no quarteirão", disseram os bombeiros da cidade na rede social Twitter, no final de várias horas de esforços para neutralizar o engenho, lembrando que a sede do BCE se encontra no perímetro de delimitação de perigo.

Trata-se de uma bomba da Segunda Guerra Mundial, com 500 quilogramas e dois detonadores, que foi encontrada em junho deste ano num estaleiro de construção de um prédio naquela cidade, explicaram os serviços de desativação de minas de Frankfurt.

O edifício do BCE, que tem a sua sede em Frankfurt, foi evacuado, bem como a área à volta da bomba, num raio de um quilómetro.

O residentes, trabalhadores e clientes de hotéis nesta zona da capital financeira da Alemanha e dentro do perímetro de delimitação do perigo tiveram de abandonar de manhã o local, disseram os bombeiros.

Um porta-voz do BCE explicou que durante o período de desativação da bomba as instalações estiveram fechadas, mas os trabalhadores que hoje estavam de serviço puderam trabalhar à distância.

Desde sábado, 25 doentes em coma numa casa de repouso foram transportadas para outros hospitais da cidade.

Os transportes públicos na zona foram igualmente interrompidos.

Na Alemanha é frequente encontrarem-se bombas da Segunda Guerra Mundial ainda ativas quando se fazem escavações para se construírem novos prédios ou infraestruturas no país.

Lusa