Mundo

Festival vendia bilhetes ao dobro do preço para "pessoas brancas"

Marko Djurica

Decisão da organização do evento criou polémica nas redes sociais.

A organização de um festival que decidiu cobrar mais 10 dólares a pessoas brancas pelo bilhete para o evento em Detroit, nos EUA, reverteu a decisão. Quando foi conhecida a tabela de preços, uma artista cancelou a atuação e a plataforma de venda de ingressos ameaçou eliminar a publicação.

Na página da Evenbrite, uma plataforma de difusão de eventos culturais, o "AfroFuture Fest" publicou uma tabela com o preço dos bilhetes. A polémica começou quando o "bilhete POC" custava 10 dólares - POC significa "people of color" (pessoas de cor) - e o "bilhete NONPOC", para pessoas brancas, custava 20 dólares.

AfroFuture Youth Evenbrite

A decisão da organização do festival começou a ser notícia nas redes sociais quando a rapper Tiny Jag anunciou que não iria atuar nem apoiar o evento quando ficou a saber da diferença de preço.

Em comunicado à CNN, a Eventbrite disse que "não permite eventos em que os participantes paguem diferentes preços com base nas suas caraterísticas, raça ou etnia".

Passados alguns dias, a organização do festival decidiu reverter a decisão porque recebeu ameaças e foi submetida a comentários racistas nas redes sociais.

  • Doente deitada no chão do hospital?
    2:20