Mundo

BCE nomeia novos representantes no Conselho de Supervisão

O Conselho de Supervisão do BCE é responsável por planificar e levar a cabo as tarefas de supervisão bancária europeias.

O Banco Central Europeu (BCE) nomeou esta quinta-feira Édouard Fernandez-Bollo, Kerston af Jochnick e Elizabeth McCaul como seus representantes no Conselho de Supervisão, de acordo com um comunicado divulgado.

O BCE adiantou que as nomeações são por um período não renovável de cinco anos.

Édouard Fernandez-Bollo é atualmente secretário-geral da autoridade de supervisão francesa, que representa no Conselho de Supervisão do BCE.

Já Kerstin af Jochnick, sueca, é a primeira vice-governadora do banco central sueco, e Elizabeth McCaul é diretora e conselheira delegada interina do Promontory Financial Group Europa.

Estes três novos membros juntar-se-ão ao finlandês Pentti Hakkarainen, que iniciou o seu mandato em fevereiro de 2017.

Os representantes das 19 autoridades nacionais dos países do euro têm assento no Conselho de Supervisão, que é presidido pelo italiano Andrea Enria. Portugal é representado pela vice-governadora do Banco de Portugal Elisa Ferreira.

O seu vice-presidente é Yves Mersch, que também faz parte do comité executivo do BCE.

Hoje foi também conhecido que o Conselho de Governadores do BCE esteve amplamente de acordo na reunião de junho de que "precisava estar pronto e preparado para relaxar mais a política monetária ajustando todos os instrumentos" devido ao aumento da incerteza, foi hoje anunciado. Nas atas da reunião de política monetária do BCE em Vilnius em junho, hoje divulgadas, a instituição afirma que as medidas consideradas incluem voltar a comprar dívida, descer as taxas de juro e prolongar mais a orientação que faz sobre a política monetária.

Lusa