Mundo

Pelo menos 11 mortos em explosão de viatura armadilhada no norte da Síria

Várias crianças entre os mortos.

Pelo menos 11 pessoas, incluindo crianças, morreram esta quinta-feira e 30 ficaram feridas na sequência da explosão de uma viatura armadilhada na cidade de Afrin, norte da Síria, uma zona sob controlo de milícias aliadas da Turquia.

Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), a explosão ocorreu nas imediações de um posto de controlo para inspeção de veículos na entrada da cidade, localizada a noroeste de Aleppo.

Esta organização não-governamental anunciou ainda que vários dos feridos se encontram em estado grave, de modo que o número de mortos pode aumentar nas próximas horas.

Segundo a agência Efe há registo de 11 mortos, mas de acordo com a agência de notícias France-Presse, o número de mortos subiu para 13, incluindo oito civis.

Imagens do local transmitidas nas redes sociais mostraram uma zona cheia de escombros e os bombeiros a tentar combater o incêndio provocado pela explosão.

Fações da oposição síria e milícias pro-turcas controlam esta zona próxima da fronteira da Turquia, onde tropas turcas entraram em 2016 com o argumento de expulsar as milícias curdas consideradas terroristas por Ancara.

As tropas turcas têm presença na faixa da fronteira que vai de Azaz a Yarabulus, no norte da Síria, e desde 2018 que também controlam o cantão curdo de Afrin, localizado na mesma região da população mista árabe-curda.A Turquia e a Rússia negociaram a criação de uma faixa desmilitarizada ao sul de Idlib (norte), a única região da Síria ainda nas mãos de milícias islâmicas que combatem contra o regime de Damasco.

Lusa

  • Reino Unido ameaça Irão com "graves consequências"
    1:59
  • Corrupção no topo das preocupações dos portugueses
    1:34
  • Cepas da Serra
    10:16
  • "À descoberta com..." Inês Castel-Branco na Tailândia 
    3:14