Mundo

Homem condenado por violar menina de 11 anos encontrado morto na cela

Pedófilo foi afogado na sanita da cela.

Um homem condenado por abuso sexual de menores foi afogado na sanita por um colega de cela. David Oseas Ramirez violou uma rapariga de 11 anos, em 2013, e estava a cumprir uma pena de prisão perpétua na prisão de Duval County, em Jacksonville, nos Estados Unidos.

O pedófilo de 56 anos terá trocado insultos com o colega de cela, Paul Dixon, um assassino condenado, momentos antes de morrer.

"Quando um homem é condenado por abuso de uma criança não tem paz na prisão"

O "USA Today" diz que Dixon imobilizou o colega e empurrou a cabeça do mesmo para dentro da sanita até que David Oseas Ramirez deixasse de respirar.

Paul Dixon está preso desde os 17 anos, depois de ter sido acusado de assassínio. Agora, aos 43 anos, enfrenta mais uma acusação de homicídio.

O especialista em criminalidade, Ken Jefferson, disse à "Newsweek": "Quando um homem é preso, condenado por abuso de uma criança, não tem paz na prisão. Têm que estar, de forma constante, com olhos nas costas. Têm que ter a sorte de arranjar um amigo que os proteja".