Mundo

Quatro mortos e 30 feridos em novo balanço na queda de um raio no sul da Polónia

Agencja Gazeta

A maior parte das vítimas integrava um grupo de turistas que se encontrava no pico Giewont.

O número de vítimas da queda hoje de um raio sobre a montanha Tatra, sul da Polónia, provocou quatro mortos e pelo menos 30 feridos, anunciou fonte dos serviços de socorro, atualizando o anterior balanço de três vítimas mortais.

O porta-voz do Serviço de Resgate Aéreo, Kinga Czerwinska, disse que a maior parte das vítimas integrava um grupo de turistas que se encontrava no pico Giewont, mas que a tempestade se abateu sobre outros pontos da região, onde também provocou vítimas.

Citada pela televisão polaca TVN24, a porta-voz do Serviço de Resgate Aéreo afirmou que alguns dos feridos foram transportados de helicóptero para o hospital de Zakopane, situado na cordilheira, e outros para unidades de saúde que não identificou.

Testemunhas referiram que a tempestade se abateu repentinamente num dia que tinha começado com céu limpo.Ainda segundo cadeia de televisão TVN24, um dos turistas declarou que o grupo não teve tempo para se refugiar porque a tempestade surgiu de repente.

"Estávamos a passear quando ouvimos um trovão. Alguém disse que poderia ser um avião porque nada indicava que se estivesse a formar uma tempestade, mas era, na verdade, uma tempestade que se abateu sobre o grupo", explicou o turista.

Não foram divulgadas ainda as nacionalidades dos turistas.

Lusa