Mundo

Estado brasileiro de São Paulo confirma primeira morte por sarampo em 22 anos

Lucy Nicholson

O homem de 42 anos não estava imunizado.

A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou hoje a primeira morte provocada por infeção de sarampo neste estado brasileiro em 22 anos.

A vítima é um homem de 42 anos, que não estava imunizado e não foi identificado pelas autoridades de saúde locais, morreu no passado dia 17, na zona leste da cidade de São Paulo.

Segundo o mais recente balanço da Secretaria de Saúde de São Paulo, o estado registou 2.457 casos da doença, sendo 66% na capital, o que equivale a 1.637 pessoas contaminadas.

Já o Governo brasileiro informou, no dia 21 deste mês, que entre 19 de maio e 10 de agosto foram notificados 10.268 casos suspeitos de sarampo no país.

Deste total, 1.680 (16,4%) foram confirmados, 7.487 (72,9%) estavam em investigação e 1.101 (10,7%) não se confirmaram.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa que pode levar à morte causada por um vírus chamado Morbillivirus, cuja transmissão ocorre principalmente pelo contacto com a saliva libertada durante a fala, tosse ou por espirros.

Lusa